1

Metodologia para a simulação computacional do comportamento mecânico de estruturas trabeculares ósseas

ArtigoTeseSlider

M.A. Argenta, A.P. Gebert, E.S. Filho, B.A. Felizari, M.B. Hecke

Métodos diversos presentes na literatura apresentam equações para o cálculo da rigidez em função de densidades do tecido ósseo como, densidade aparente, densidade de cinzas, entre outras, [Helgason, Perilli, Schileo, Taddei, Brynjolfsson and Viceconti, 2008] ou apresentam o valor de um módulo de elasticidade equivalente, obtido com ajustes estatísticos de curvas decorrentes de ensaios mecânicos de compressão de diversos corpos de prova [Chevalier, Pahr, Allmer, Charlebois and Zysset, 2007; Cuppone, Seedhom, Berry and Ostell, 2004]. O tecido ósseo é um material que tem comportamentos relacionados com a escala de observação por possuir uma complexa estrutura hierárquica compósita, que é responsável por lhe atribuir ótimas propriedades mecânicas. Suas características, composição e propriedades mecânicas dependem do nível no qual esse material é avaliado [Fritsch and Hellmich, 2007; Hamed, Lee and Jasiuk, 2010]. Este artigo apresenta uma metodologia para a simulação computacional mecânica do osso trabecular, partindose das propriedades mecânicas dos seus constituintes elementares, hidroxiapatita, colágeno tipo I e água com proteínas não colagenosas, sendo sua concentração no tecido ósseo do individuo obtida através da técnica da microtomografia.

Um comentário para Metodologia para a simulação computacional do comportamento mecânico de estruturas trabeculares ósseas

  • Prof. Marco André Argenta Prof. Marco André Argenta  diz:

    Artigo completo aceito para publicação na revista CMES!

Deixe um comentário